O que é preciso para se tornar um grande CEO? Muito mais do que fez há 5 anos para ter certeza. O cenário global em rápida mudança e a complexidade em evolução dos negócios tornam a trabalho de CEO algo que só é adequado para poucos. Por esses motivos, a sustentabilidade sucesso no nível C-suite é uma coisa indescritível no mundo dos negócios de hoje. Com a média posse de um CEO com menos de 5 anos, é fundamental que os executivos entendam o que é preciso para vencer as probabilidades. No post de hoje, examinarei as características que um CEO deve possuir para manter sua posição e permanecer no controle pelo tempo que escolher…

O trabalho do CEO é gerenciar expectativas. Simplificando, a vida útil de um CEO será igual à sua capacidade de alinhar a visão com a execução.

Um CEO deve ser capaz de foco na implantação dos recursos necessários no momento certo para alcançar os resultados desejados. Ao exibir fortes habilidades de liderança, um bom CEO irá gerenciar talento, desempenho, mudança, inovação, influência, relacionamento e Mensagens para impulsionar consistentemente uma empresa, independentemente das circunstâncias. Se você deseja garantir a longevidade como CEO, trabalhe para dominar as seguintes características:

  1. Integridade: Sempre faça a coisa certa, independentemente do sentimento e nunca comprometa seus valores fundamentais. Se você não conseguir construir confiança e gerar confiança com seus stakeholders, não terá sucesso. Nenhuma quantidade de talento pode superar ações ilegais, imorais ou imprudentes. Um líder sem integridade não sobreviverá a longo prazo.
  2. Excelentes habilidades de tomada de decisão: Como CEO, você viverá ou morrerá pela qualidade das decisões que tomar. Quando você é o CEO, boas decisões são esperadas, más decisões não serão toleradas e ótimas decisões o destacarão das massas.
  3. Capacidade de Foco: Se você não puder se concentrar, não poderá ter um desempenho no nível necessário para permanecer no C-suite por muito tempo. A capacidade de não fazer nada além de entender e se apegar às prioridades o colocará no top 10% de todos os executivos.
  4. Aproveitando a experiência: Inexperiência, falta de maturidade, necessidade de ser o centro das atenções, não reconhecer limitações, falta de julgamento, uma base de conhecimento inferior ou qualquer outro erro comum cometido por CEOs novatos podem fazer com que seu castelo de cartas caia. Se você não tem a experiência pessoalmente, contrate-a, contrate-a, mas adquira-a por todos os meios. Grandes CEOs se cercam de talentos de primeira linha e os melhores conselheiros que o dinheiro pode comprar. Eles não tomam decisões desinformadas ou imprudentes no vácuo.
  5. Presença de Comando: Grandes CEOs possuem uma forte presença e porte. Eles são indivíduos imperturbáveis que nunca deixam você vê-los suar (a menos, é claro, que sirva a um propósito). Tudo, desde como eles se comportam até como falam e vestem as mensagens que estão no comando.
  6. Abraçando a Mudança: Grandes CEOs têm um forte viés para a ação. Eles não se baseiam em realizações passadas e estão sempre procurando melhorar por meio de mudanças e inovações. No ambiente acelerado e competitivo de hoje, os CEOs que não abraçam abertamente a mudança geralmente serão mostrados a porta antes do término de seu contrato de trabalho inicial.
  7. Campeões da marca: Grandes CEOs entendem o branding em todos os níveis. Eles procuram construir não apenas uma marca corporativa dominante, mas também uma marca pessoal forte. Os CEOs que não têm uma boa marca pessoal ou que deixam sua marca corporativa entrar em declínio não sobreviverão.
  8. Energia sem limites: Grandes CEOs têm uma quantidade ilimitada de energia. Eles são positivos em suas perspectivas e sua atitude é contagiante. Um CEO de baixa energia não é motivador, convincente ou confiável.
  9. Visão de Negócios: Grandes CEOs têm uma compreensão profunda do negócio e uma forte orientação para o lucro. Grandes CEOs possuem o que muitas vezes parece ser um sexto sentido ou uma sensação quase instintiva do que a empresa precisa fazer para ganhar dinheiro e permanecer competitiva.
  10. Perspicácia das pessoas: Grandes CEOs têm faro para talentos... Eles entendem como recrutar, desenvolver e implantar talentos com foco em aplicar os melhores talentos às melhores oportunidades. Eles também sabem quando é hora de fazer mudanças e reduzir as perdas conforme necessário.
  11. Perspicácia Organizacional: Grandes CEOs sabem como gerar confiança, quando e como compartilhar informações e são ouvintes experientes. Desenvolvem culturas corporativas fortes e positivas orientadas ao desempenho por motivações alinhadas. Eles podem diagnosticar rapidamente se a organização está desempenhando todo o potencial, cumprindo os compromissos e se a empresa está mudando e crescendo versus apenas operando.
  12. Curiosidade: Grandes CEOs possuem uma motivação poderosa para aumentar sua base de conhecimento e converter seu aprendizado em iniciativas acionáveis. Eles questionam, desafiam, confrontam e nunca aceitam o status quo.
  13. Capacidade intelectual: Grandes CEOs também são grandes pensadores tanto no nível estratégico quanto no tático. Eles são rápidos e sabem como chegar à raiz de um problema mais rápido do que qualquer outra pessoa. Nunca conheci um grande CEO que não fosse extremamente exigente.
  14. Mentalidade global: Independentemente dos limites geográficos do modelo de negócios atual, os grandes CEOs pensam globalmente. Pensamento limitado resulta em resultados limitados. Quer o pensamento global seja aplicado à formação de capital, questões da cadeia de suprimentos, desenvolvimento de negócios, parceria estratégica, distribuição ou qualquer outra área, os CEOs que não compreendem a importância de pensar globalmente não vão perdurar. Grandes CEOs são orientados para o exterior, sedentos de conhecimento do mundo e adeptos de conectar desenvolvimentos e identificar padrões.
  15. Nunca desistir: Grandes CEOs se recusam a perder... Eles têm um apetite insaciável por realizações e resultados e, embora possam reestruturar ou mudar a direção, nunca perderão de vista o jogo final.