Goste dele ou não, na minha opinião o presidente Obama é o epítome de um mestre comunicador. Da próxima vez que você o vir na televisão, observe seu uso de estratégias de comunicação, incluindo linguagem corporal, inflexão de voz, gestos e a capacidade intuitiva de estabelecer e manter a confiança.

Comunicação é extremamente importante para a eficácia pessoal e profissional. Em minha experiência como coach executivo e conselheiro, a maioria dos problemas de relacionamento, especialmente conflitos, quase sempre podem ser atribuídos à má comunicação.

As seis falhas de comunicação a seguir incluem estratégias que os comunicadores mestres usam para uma comunicação altamente eficaz. Veja se você consegue reconhecer alguns deles em seu trabalho e vida pessoal.

1. Pedidos e Expectativas Ocultas.

Você quer algo, mas não consegue solicitá-lo. Você pode estar relutante em perguntar, temer a rejeição ou sentir que está se impondo. Na verdade, fazer um pedido não é uma admissão de fraqueza e a maioria das pessoas fica muito feliz em ajudar. Assuma o risco de ser vulnerável, pois essa é uma ótima maneira de criar confiança e se conectar com os outros.

Entenda que a pessoa que recebe sua solicitação não é um leitor de mentes. A maioria de nós tem pensamentos ocultos e muitas vezes não consegue torná-los conhecidos. Então, quando as pessoas não fazem o que você espera, você fica desapontado, ressentido e com raiva. Muitas vezes observei pessoas que esperam que seus parceiros ou colegas façam coisas que não foram comunicadas verbalmente. Traduzir “deveria” em pedidos claros e precisos resultará em relacionamentos mais satisfatórios.

Estratégia Um: Faça Solicitações Claras

2. Não estar 'sintonizado' com o ouvinte.

O humor e o tom do seu discurso afetam o ouvinte mais do que as palavras sozinhas. Se você for exigente ou parecer fraco, as pessoas podem recusar seus pedidos, considerando-o arrogante ou carente. Observe o humor produzido no ouvinte do seu pedido; ajuste seu humor para sintonizar com o outro e é mais provável que você consiga o tipo de audição que deseja.

Estratégia Dois: Esteja sintonizado e Empatia com os outros.

3. Promessas fracas

Comprometer-se sem ser claro sobre o que você se comprometeu é uma receita para um desastre. Por exemplo, digamos que seu gerente peça para você falar com um cliente. Você assume que é sobre uma venda, mas pode ser sobre uma reclamação. Se você não tiver certeza do que o solicitante deseja, esclareça a solicitação e não parecerá estúpido.

Estratégia Três: Ouça e Esclareça os Fatos

4. Não dizer não (Recusando pedidos).

Alguns de nós dizem sim a todos os pedidos. Fomos treinados para agradar outras pessoas e sermos obedientes. O resultado é opressão, ansiedade, exaustão e esgotamento. A incapacidade de dizer não é realmente um caso de querer ter uma boa aparência e a necessidade de ser útil e agradável para os outros. Aprender a dizer não requer prática – comece hoje.

Estratégia Quatro: Declinar com Respeito e Dignidade

5. Quebrando promessas (mina a confiança).

Fazer uma promessa cria uma expectativa de que você agirá. Se a promessa for quebrada, a pessoa começará a perder a confiança em você. É natural que surjam coisas que possam impedi-lo de concluir uma ação prometida no prazo e pode não ser do seu interesse concluir a tarefa e no prazo. Se você simplesmente ignorar sua promessa, você estará sem integridade com sua palavra e demonstrando falta de empatia para com a outra parte. Por outro lado, se você se comunicar, não poderá cumprir sua promessa e fizer o possível para limpar a bagunça, ambas as partes manterão o relacionamento de maneira positiva. A integridade é mantida e a confiança é reforçada.

Estratégia cinco: prometa profundamente e limpe a bagunça após promessas quebradas

6. Tratar Avaliações como Fatos.

O que você julga e percebe como a verdade não é necessariamente a verdade. Mesmo evidências para apoiar sua declaração ainda não a tornam verdade. Tratar nossas avaliações da situação como verdade e insistir que nossa perspectiva está correta é como a maioria dos conflitos surge. Devemos ser flexíveis e aprender a 'colocar entre parênteses' os pontos de vista dos outros sem julgar. Realizar avaliações como a verdade parece rígido e arrogante e o conflito certamente ocorrerá como resultado. A diversidade e a diferença são saudáveis.

Estratégia Seis: Ouça as Avaliações como 'Avaliações' e não a 'Verdade'.

Eu adoraria ouvir seus comentários abaixo.

 Foto por: mustafkhayat – Licença de atribuição CC